Sobre Segurança Física e Como Hackear uma Fechadura

15/02/2018

45 segundos. Esse foi o tempo que um chaveiro levou para inserir uma ferramenta (foto) no buraco da fechadura tetra e abrir a porta. 45 segundos. Descobri que a minha chave Tetra (que tem esse nome porque possui 4 segredos - mais segura que uma chave tradicional) leva cerca de 45 segundos para ser "Hackeada". 

 

 

 

Nessa reflexão, comecei a pensar em na minha "proteção em camadas"... um porteiro, um portão, uma cerca elétrica... todos eles controles preventivos ou dissuasivos. Minha porta, claro, com 2 fechaduras, sendo que a outra é "ainda mais fácil de abrir", segundo o chaveiro.

 

Resolvi investir em uma câmera IP... tira foto, grava vídeo, manda por email, toca uma sirene e vibra meu celular (pelo App) no momento da descoberta da invasão. Um controle Detectivo. Começo a pesquisar também fechaduras eletrônicas: biométricas (o que sou) ou com senhas (algo que sei). Pretendo fugir do que "eu tenho", chaves.

 

Investe-se tanto em encriptação, segmentação, armazenamento protegido... e para invadir a sala do Data Center (um mal protegido, claro) leva apenas 45 segundos, uma ferramenta à venda por 50 reais no mercado livre e 1 ou 2 dias de prática de manuseio.

 

Segurança Física. Não esqueçamos dela.

 

 

Marcos Cavinato é Engenheiro Consultor de Segurança da Informação em uma das maiores multinacionais do ramo. É certificado CISSP #604399, Instrutor do Curso de Segurança em Redes de Computadores aqui na SegInfoBrasil e criador do Canal Segurança Cavinato no Youtube.

 

Please reload

Recent Posts

Please reload

Archive

Please reload

©2019 BY SEGINFOBRASIL.